Vereadores de Santa Maria gastaram mais de R$ 212 mil reais em combustível em 2019

O ano de 2019 acabou e no legislativo municipal os gastos contabilizados pelas ações dos vereadores na comunidade estão disponíveis através da transparência pública.

O relatório de abastecimento com os gastos de combustível dos vereadores não está disponível na página da Câmara. Para ter acesso ao documento, realizamos uma solicitação formal no Legislativo via Lei de Acesso à Informação, que está disponível neste link, onde você pode conferir o valor gasto de cada parlamentar que utilizou o recurso.

Para quem não sabe, entre os benefícios gratuitamente concedidos aos parlamentares de Santa Maria, está uma cota mensal de 200 litros de combustível para uso em carros particulares de cada gabinete. A prática visa auxiliar no desempenho da função parlamentar, facilitando os deslocamentos dos vereadores.

A empresa responsável por realizar o Relatório de Abastecimentos do legislativo municipal é a Expertise Soluções Financeiras LTDA, de Santa Cruz do Sul, segundo o documento, apenas no ano de 2019, os parlamentares juntamente com os veículos oficiais gastaram R$ 212.640,56.

Já no ano de 2018 o valor foi de R$ 183.925,10 com o benefício, ou sejam, em 2019 foi gasto R$ 28.715.46 a mais.

A quilometragem gasta pelos parlamentares em 2019 foi de 2.827.620 (2 milhões 827 mil 620 km), em um comparativo simples o suficiente para ir voltar 378 vezes ao Oiapoque, o município brasileiro mais ao extremo norte do país, no estado do Amapá.    

Nas despesas dos carros oficiais está concentrado o maior valor, cerca de R$ 22 mil reais. Cada carro oficial, assim como os carros dos gabinetes parlamentares possuem um cartão com um crédito com matrícula e senha, com 200 litros que variam mensalmente, de acordo com o valor da gasolina de cada mês.

No topo da lista dos gastos com combustíveis está o vereador Alexandre Vargas, com a soma de R$ 10.886,33, em 2019. Entramos em contato com o vereador que esclareceu sobre o valor gasto em combustível.


“Não consigo ficar dentro do gabinete. Meu lugar é nas ruas ouvindo a comunidade, fazendo fotos, ouvindo relatos e fiscalizando o executivo municipal. Como vereador, preciso ter condições de trabalho para realizar todos os compromissos e demandas. Gasto ainda mais do que é oferecido pela Câmara, mas faço meu trabalho”, mencionou o parlamentar.

Vereador Juliano Vargas/ Divulgação Rede Social

Na contramão dos valores informados pelo relatório, no terceiro ano consecutivo, o vereador Juliano Soares – Juba foi o que mais economizou combustível na Câmara. Desde de 2017, não optou pelo recurso do combustível.

“Temos hoje em dia diversas ferramentas digitais que permitem resolver demandas de forma online. Pelo meu Facebook e WhatsApp, recebo fotos, vídeos e as demandas da comunidade. Nem sempre preciso ir até os locais, o que reduz as demandas. Outro motivo é pessoal, tenho uma filha que levo na escola e uma vida que particular, não quero gastar o dinheiro público com recursos do povo em demandas pessoas”, explicou o vereador Juba.

Vereador Juba/ Divulgação Rede Social

O Vereador Cel. Vargas também não utiliza o recurso público, mas entende que este é um recurso legal e de respeita quem utiliza.

“Desde o início desde mandato tomei uma decisão de não utilizar dos recursos públicos como o celular e as cotas de combustíveis. Respeitos meus colegas e entendo que esse é um ato legal e de escolha própria. Optei pelos meus próprios recursos para realizar meu trabalho como vereador”, disse o Cel. Vargas.

Texto: Jornalista Karohelen Dias / Rádio Medianeira FM.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423