Quem muito me acusou, hoje tem medo de me levar à júri”, disse o réu Luciano Bonilha em frente ao Centro de Convenções onde seria realizado o júri

Nesta manhã de segunda-feira (16), um dos acusados pelo incêndio na Boate Kiss, Luciano Bonilha Leão estava em frente ao Centro de Convenções da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), local onde seria realizado o juri, suspenso na última semana.

“Levantei cedo e decidir vir até a UFSM para pensar e ver como seria minha vida se esse júri fosse realizado hoje. Percebo que quem muito me acusou, hoje, tem medo de me levar à júri. Isso me “judia” bastante. Quero tirar esse sentimento que por sete anos esteve em mim. Quero passar minha reivindicação aos embargadores que na próxima quarta-feira irão tomar essa decisão de manter ou não o júri aqui. Quero que eles saibam que eu quero ser julgado em Santa Maria, onde as lágrimas foram derramadas”, mencionou Luciano Bonilha, réu da Boate Kiss.

A suspensão aconteceu após um pedido feito pelo Ministério Público, o retorno a solicitação feita ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi publicada na última quinta-feira (12), quando o ministro Rogerio Schietti Cruz decidiu, suspender o julgamento de Bonilha, até que ocorra a decisão do desaforamento.

O réu ainda fala sobre as dificuldades com o desaforamento do caso. “Eu não tenho nada com o Kiko e com os outros réus. O Ministério Público uma hora quer uma coisa, outra hora outra e assim a gente vai ter que ir agarrado com os outros. Eu só quero ser julgado para dar um rumo em minha vida”.

Luciano é o único dos quatro réus (Elissandro Callegaro Spohr, Mauro Londero Hoffmann, e o vocalista da banda, Marcelo de Jesus dos Santos) que seria julgado em Santa Maria, enquanto os outros conseguiram decisões favoráveis do TJ-RS para transferir os julgamentos para Porto Alegre, alegando o risco de parcialidade.

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado (TJ) pode analisar ainda nesta semana o pedido. A informação é o caso será analisado na próxima quarta-feira (18), onde será definido se o pedido de transferência do primeiro júri para Porto Alegre.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423