Advogado Daniel Tonetto será assistente de acusação no caso Rafael Winques

O advogado Daniel Tonetto, santa-mariense com atuação destacavel na área da advocacia criminal no Rio Grande do Sul, foi contratado pelo pai, Rodrigo Winques que teve o filho Rafael Mateus Winques morto pela própria mãe Alexandra Dougokenski, 32 anos, no município de Planalto, noroeste do Estado. Tonetto ira atuar como assistente de acusação. O menino, que tinha 11 anos, foi assassinado por asfixia mecânica. A mãe confessou o crime para a Polícia Civil.

Segundo Tonetto, o pai de Rafael entrou em contato ao longo desta ultima semana, e a representação foi acertada na sexta-feira. A função do assistente de acusação é acompanhar o trabalho policial durante o inquérito e atuar junto com o Ministério Público (MP) no processo criminal que poderá resultar da investigação.

Daniel Tonetto já atuou em importantes casos aqui no estado. Em 2018 também como assistente de acusação, atuou contra Ariosto da Rosa, que foi condenado a mais de 128 anos de prisão em regine fechado pela morte de quatro pessoas em Pinhal Grande, município da Quarta Colônia.

E em 2015, como assistente de acusação contra Rogério de Oliveira, à época com seus 45 anos, no município de Agudo. Tonetto auxiliou em uma condenação que foi de 36 anos e 10 meses em regime fechado para o individuo, que havia assassinado a jovem Daniela Ferreira, morta com 19 anos.

Foto destaque: Arquivo pessoal/Reprodução

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423