Advogado de um dos quatro suspeitos pelos crimes na prefeitura de Dona Francisca afirma que procurador é inocente e está a disposição do MP e da Justiça para esclarecimentos

A Promotoria de Justiça Especializada Criminal, do Ministério Público Estadual (MPE) de Porto Alegre, segue no Município de Dona Francisca para que possam ser ouvidas mais testemunhas.  Ele deve ficar na região até terminar a fase de depoimentos, na próxima quarta-feira (23). O promotor afirma que as cinco testemunhas ouvidas nesta quinta-feira (17), confirmaram o desvio de dinheiro e afirmaram que mais pessoas participaram do crime.

O Promotor Rockenbach afirma, ainda, que ex-funcionários da prefeitura que denunciavam a fraude sofreram represálias dos integrantes do esquema criminoso. As pessoas que depuseram nesta quinta-feira (17),  ninguém teria sofrido represálias, mas o promotor salienta que, “sabemos de ex-funcionários que teriam sofrido represálias, saíram do emprego e até deixaram o município”   

Foi solicitada a prisão preventiva das quatro pessoas, mas o pedido foi transformado em medida cautelar. Já o advogado Daniel Tonetto, que defende o procurador do município, diz que Bandeira “é completamente inocente e está à disposição do Ministério Público e da Justiça para prestar esclarecimentos”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423