Arcebispo de Santa Maria se despede do cargo em encontro com o executivo municipal

“Ser modelo no amor!” é o lema da vida episcopal escolhido por Dom Hélio Adelar Rubert, arcebispo da Arquidiocese de Santa Maria desde 2004 e que neste domingo (15) passa a missão ao sucessor, Dom Leomar Brustolin. Nesta quarta-feira (11), Dom Hélio visitou o Centro Administrativo Municipal para agradecer ao prefeito Jorge Pozzobom pelos anos de parceria e também para se despedir da gestão.

O religioso foi recebido no Gabinete do Prefeito, onde Pozzobom o aguardava com uma comitiva composta pelo vice-prefeito, Rodrigo Decimo, e por secretários municipais. O prefeito reforçou que a calma e a sabedoria de Dom Hélio foram muito importantes na gestão municipal, que enfrentou situações inusitadas nos últimos anos, sendo a pandemia de coronavírus a mais recente e longa.

“Temos a mais profunda gratidão ao Dom Hélio, à sua mão estendida e às suas sábias palavras. O senhor representa serenidade e agradecemos por isso. Não só nestes quase cinco anos em que estamos aqui na gestão municipal. Nossa gratidão é de muitos anos mais. É desde que o senhor assumiu a Diocese de Santa Maria. Nosso muito obrigado e espero que possamos seguir a nossa parceria por muitos anos mais”, destacou Pozzobom.

O vice-prefeito também agradeceu o carinho e cuidado de Dom Hélio com toda Santa Maria:

“Qualquer adjetivo fica pouco para lhe qualificar. O senhor é uma pessoa exemplar para qualquer cidadão, indiferentemente da religião ou credo. Fica aqui o nosso muito obrigado ao senhor e fico feliz em saber que continuará por Santa Maria”, ressaltou Decimo.

O arcebispo da Arquidiocese e Santa Maria e agora bispo-emérito se emocionou com as falas direcionadas a ele e também agradeceu.

“Praticamente toda a minha vida passei em Santa Maria e aqui vou seguir auxiliando a comunidade. Ainda tenho tarefas a exercer nesta cidade. Fico muito feliz e tocado com todos os elogios destinados a mim, embora não ache que os mereça. Mesmo assim, grato por todas as palavras e por esta parceria, que não é de ontem”, finalizou Dom Hélio.

Para encerrar a homenagem, o prefeito entregou ao arcebispo um quadro de autoria da diretora do Museu de Artes de Santa Maria (Masm), Marília Chartune, que participou do encontro. O presente estampa uma representação da Mãe Medianeira, padroeira do Rio Grande do Sul. 

Dom Hélio também presenteou o prefeito com o livro “Porque sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?”. A obra foi publicada pelo Vaticano e traz fotos do Papa Francisco sozinho na Praça São Pedro para um momento extraordinário de oração durante a pandemia de coronavírus, que teve transmissão mundial. O livro também tem textos escritos pelo Papa sobre a crise sanitária da Covid-19 e a importância de mantermos a fé.

Também participaram da ocasião os secretários municipais de Habitação, Juliano Soares, o Juba; de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Ticiana Fontana; de Cultura, Rose Carneiro; de Licenciamento e Desburocratização, Ewerton Falk, a controladora geral do Município, Carolina Lisowski; o procurador geral do Município, Guilherme Cortez; a diretora do Museu de Arte de Santa Maria, Marília Chartune; e o administrador da Arquidiocese de Santa Maria, Renato Ilo Londero.

Informações: Prefeitura Municipal da Santa Maria
Foto destaque: Ariéli Ziegler

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423