Caso Kiss: Elisandro Spohr – Kiko não será julgado em Santa Maria

A 1ª Câmara Criminal do TJRS julgou, no começo da tarde desta quarta-feira (17), recursos do Ministério Público e dos quatro réus que respondem pelo incêndio ocorrido na boate Kiss, em Santa Maria, em 2013.

Os magistrados atenderam ao pedido da defesa de Elissandro Callegaro Spohr, para desaforamento do julgamento, e ele será julgado em Porto Alegre.

Já os outros três acusados – Marcelo de Jesus dos Santos, Mauro Londero Hoffmann e Luciano Augusto Bonilha Leão – serão julgados juntos, na mesma data, na Comarca de Santa Maria.

O Juiz Ulysses Fonseca Louzada, titular do processo, havia determinado a cisão (divisão) processual. Assim, Marcelo e Mauro seriam julgados em 16 de março de 2020 e Elissandro e Luciano, em 27 de abril de 2020.

O Colegiado também reduziu de 100 para 50 o número de lugares reservados à imprensa no julgamento.

Participaram da sessão os Desembargadores Manuel José Martinez Lucas, Jayme Weingartner Neto e Honório Gonçalves da Silva Neto. Ainda cabe recurso da decisão.

As informações são do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423