Cpers aprova greve geral, com início em 72 horas após o protocolo do pacote do governo do Estado

A noite desta quarta-feira (23), foi de decisão entre os Diretores de Escolas do 2º Núcleo do CPERS/Sindicato, que reuniram-se na Escola Maria Rocha, para decidir sobre o indicativo de greve. Após o Governador Eduardo Leite informar sobre o pacote de medidas que será efetivado, especialmente em relação à remuneração, uma vez o governo pretende retirar as gratificações e vantagens para redistribuir no salário básico a fim de pagar o piso da educação. 

A PARALISAÇÃO

A paralisação terá início 72 horas após o governador Eduardo Leite (PSDB) protocolar na Assembleia Legislativa o pacote que muda regras do funcionalismo. 

Frente ao embate que se avizinha com o governo, o diretor do 2º Núcleo do CPERS, Rafael Torres, defendeu que os educadores atuem de forma unitária, junto com as demais categorias.

“Temos uma greve no horizonte e ela já está aprovada. Não cabe outra assembleia. A próxima (assembleia) será no primeiro dia de greve que, talvez, poderá ser na semana que vem”, projeta Torres.

Fonte: 2º Núcleo CPERS/Sindicato

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423