“Estamos com 26, falta uma assinatura para a gente tirar o líder, e colocar o outro” diz Bolsonaro, que teve áudio divulgado nesta semana

Nesta quarta-feira (16), a Revista Época divulgou uma gravação do Presidente da República Jair Bolsonaro, que indica através da fala do presidente a tentativa de articular uma forma de derrubar o deputado Delegado Waldir (GO) do cargo de líder do PSL na Câmara.

Waldir é ligado ao presidente da legenda, deputado Luciano Bivar (PE), e tem feito críticas públicas a Bolsonaro.

Na gravação, Bolsonaro pede apoio de deputados do PSL para destituir o líder do partido na Câmara, Delegado Waldir, que acabou sendo deposto horas depois, para a entrada de Eduardo Bolsonaro.

“Estamos com 26, falta uma assinatura para a gente tirar o líder, e colocar o outro. A gente acerta. Entrando o outro agora, dezembro tem eleições para o futuro líder. A maneira como tá, que poder tem na mão atualmente o presidente, o líder aí? O poder de indicar pessoas, de arranjar cargos no partido, promessa para fundo eleitoral por ocasião das eleições, é isso que os caras têm. Mas você sabe que o humor desses caras de uma hora para a outra muda”, articulou Bolsonaro. O nome do interlocutor não é fornecido pela revista.

O presidente admite que fez ligações para parlamentares do PSL que estão insatisfeitos: “Aqui tem 25 (assinaturas) , já falei com o (deputado General) Peternelli, vou ligar para outras pessoas. Até quem sabe que passe aí de uns números… Se fechar agora, já tem o suficiente”.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (17) enquanto saia do Palácio da Alvorada e normalmente conversa com simpatizantes e jornalistas, que não discute “publicamente” a disputa pela liderança do PSL na Câmara e que, caso seu telefone tenha sido grampeado, tratou-se de “uma desonestidade”

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423