Governo do estado autoriza parcialmente volta de torcedores aos estádios

O governo do Rio Grande do Sul autorizou o retorno do público aos estádios em competições esportivas, limitando a 40% da capacidade por setor e com limite de 2,5 mil pessoas. Conforme a liberação, publicada nesta quarta-feira, será preciso cumprir alguns protocolos, entre eles, o uso obrigatório de máscara. A decisão abrange os jogos da Dupla Gre-Nal. Desde de março de 2020, quando se iniciou a pandemia da Covid-19 avançou no RS, Grêmio e Inter atuam sem torcedores nas arquibancadas em Porto Alegre.

Ainda de acordo com o executivo estadual, o início da autorização depende da publicação das novas recomendações no Diário Oficial do Estado (DOE), o que deve ocorrer nos próximos dias. Além do novo decreto, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) precisa se manifestar positivamente pela autorização no Brasileirão. As últimas manifestações da entidade indicam que um local só poderá contar com torcida, se em todos for possível. 

Segundo o Gabinete de Crise, a ação leva em conta os dados positivos monitorados e principalmente o fato de que o número de internados suspeitos ou confirmados com Covid-19 em leitos clínicos e de UTI retomou tendência de queda, acentuando o ritmo de redução na última semana.

A liberação de eventos sociais também foi analisada. O Estado optou por liberar, a partir de 1º de outubro, uso de pista de dança em eventos infantis, sociais e de entretenimento, com teto de 150 pessoas no protocolo variável, podendo chegar a até 350 pessoas caso seja decidido e autorizado pelas regiões. No entanto, será mantida a obrigação do uso de máscara e o cumprimento dos demais protocolos. Por ora, em casas de shows, casas noturnas e similares segue a proibição do uso de pista de dança.

“Estamos avançando nas liberações e redução das restrições devido à melhora no cenário da pandemia no RS e por sermos um dos Estados que mais vacina no país, estando sempre no topo do ranking. A decisão sobre os eventos, assim como outras flexibilizações, serão reavaliadas conforme a gente atingir a meta de completar o esquema vacinal de pelo menos 70% da nossa população, que é o percentual definido por especialistas no mundo todo para a chamada imunidade coletiva”, afirmou o governador Eduardo Leite. Todas as mudanças serão detalhadas em decreto e só estarão válidas após publicação no Diário Oficial.

GT Saúde não emite alertas 

Pela terceira semana consecutiva, o governo do Estado decidiu pela manutenção do atual quadro do Sistema 3As, sem emissão de Avisos ou Alertas. A decisão considera os dados positivos estaduais da pandemia. Até o início da tarde, eram 737 internados em leitos clínicos no Estado – o menor número desde 15 de junho de 2020 – e 706 pacientes confirmados ou com suspeita da Covid em leitos de UTI – menor desde 9 de julho do ano passado.

Além disso, o Gabinete de Crise também leva em consideração o avanço da imunização. Até a última terça-feira, o Estado vacinou 7,62 milhões de pessoas com a primeira dose e 3,84 milhões com a segunda dose. No total, são 11,76 milhões de vacinas aplicadas. Também são imunizados desde julho os adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades. A partir do próximo dia 15, deve começar a aplicação da dose de reforço na população acima de 70 anos e em pessoas com alto grau de imunossupressão.

Apesar das liberações, o governo garante que todas seguirão sendo analisadas mediante os indicadores. Outro ponto, está no avanço da variante Delta no RS. A área de Vigilância Genômica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) segue acompanhando a situação em tempo real e alerta que o cenário é dinâmico e pode trazer mudanças significativas, inclusive identificar possíveis novas variantes caso venham a surgir.

Informações e foto destaque: Correio do Povo

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423