Grupo faz manifestação contra medidas restritivas adotadas pelo governo do estado

Ao som de hinos e discursos inflamados nas caixas de som, um grupo de manifestantes realizou ato contra as medidas recentemente adotadas pelo governo do Estado no enfrentamento à pandemia do coronavírus. O protesto, na tarde desta quarta-feira (10), foi organizado pelas redes sociais e reuniu pessoas em frente ao Palácio Piratini, na área central de Porto Alegre.

O ato criticou as restrições adotadas em relação às atividades de comércio e serviços. Os manifestantes, em sua maioria, vestiam camisetas verde e amarelas. Balões pretos foram pendurados junto aos gradis do Piratini, que recebeu reforço de segurança. Eram comuns cartazes e faixas com os dizeres “Não ao lockdown” e “Toda atividade é essencial”.

O comerciante Dário Micael da Silva mora em Farroupilha, possui um bazar e critica as ações do governo:

— O mercado está lotado, banco está lotado, loteria está lotada. O comércio não é culpado disso.

Logo após discurso no microfone, Charles da Luz, 43 anos, dono de um comércio eletrônico em shopping afirmou que o comércio já foi penalizado em 2020, sem resultados positivos na saúde:

— É uma questão de sobrevivência. Ficamos cinco meses fechados. Tinham que fiscalizar festas clandestinas. Não somos os culpados pelo que está acontecendo.

A Rua Duque de Caxias foi isolada nas proximidades do Piratini.

Informações: GZH

Foto destaque: Jefferson Bodega/ Agência RBS

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423