Milhares de santinhos de candidatos do PDT descartados às margens da Estrada do Perau

Milhares de santinhos de candidatos do PDT, nas duas últimas eleições, estão jogados em um barranco da Estrada do Perau, entre Santa Maria e Itaara. O descarte irregular de lixo no meio ambiente é considerado crime ambiental.

Os restos de propaganda política não são visíveis aos motoristas que transitam diariamente pelo local, mas podem ser observados por quem realiza uma caminhada próximo ao segundo mirante (sentido Santa Maria – Itaara).

Às margens da Estrada nota-se primeiro dois adesivos para carros que estão presos às árvores. As propagandas remetem à dupla Marcelo Bisogno (PDT) e Fabiano Pereira (PSB). Em 2020, eles concorreram, respectivamente, a prefeito e vice-prefeito de Santa Maria.

Descendo o barranco, são encontrados milhares de santinhos de Bisogno e Fabiano espalhados pelo chão. Há também material da então candidata a deputada estadual, em 2018, Juliano Brizola (PDT), e do então candidato a deputado federal, no mesmo ano, Afonso Motta (PDT).

Pela disposição das propagandas no terreno íngreme, elas aparentam ter sido jogadas dentro de caixas de papelão que se abriram na queda. No local, há também restos de móveis e eletrodomésticos.

Entre os santinhos, alguns aparentam nunca ter sido utilizados nas campanhas. Há, por exemplo, um punhado de propaganda de Juliana Brizola presa com um elástico de borracha, como se tivesse saído direto da gráfica.

Conforme o Artigo 61, do Decreto Federal 6.514/2008, causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da biodiversidade pode resultar em multa que varia de R$ 5 mil a R$ 50 milhões.

Surpresa

O presidente do PDT de Santa Maria, Marcelo Bisogno, demonstrou surpresa com o descarte irregular das propagandas.

“É uma grande surpresa este tipo de procedimento. Pela primeira vez, vejo um material da minha campanha jogado e abandonado”, disse Bisogno.

O pedetista calcula que alguém próximo de sua campanha possa ter agido de má fé a fim de prejudicá-lo politicamente.

Santinhos de Juliana Brizola, candidate a deputada no pleito de 2018, jamais chegaram às mãos dos eleitores (Foto Maiquel Rosauro)

“Vou buscar informações e tentar descobrir quem fez isso, porque tem alguma sacanagem e malandragem política aí. Ou alguém foi aos comitês, pegou nosso material e colocou ali para criar algum problema político ou foi alguém que se diz estar ao nosso lado, pegou o material, não fez campanha e jogou ali”, suspeita Bisogno.

No pleito do ano passado, Bisogno ficou na quarta colocação na corrida à Prefeitura. Sua campanha, segundo Prestação_de_Contas ao TSE, gastou R$ 28,8 mil em publicidade por materiais impressos.

Fonte: Site Claudemir Pereira | Por Maiquel Rosauro

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423