Nesta madrugada, transexual é morta a facadas em Santa Maria

Na madrugada desta quinta-feira (12), uma transexual foi esfaqueada em Santa Maria. Conforme consta na ocorrência policial, Verônica Oliveira, de 40 anos, foi esfaqueada, em torno de 3h30min, na Avenida Borges de Medeiros, no Bairro de Nossa Senhora de Fátima, esquina com a Avenida Presidente Vargas.

Veronica foi encaminhada em estado grave ao Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) e morreu pela manhã. 

Segundo a Brigada Militar (BM), ao chegar no local a vítima estava inconsciente e com graves ferimentos no abdômen, causado por golpes de uma faca. Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e encaminhada ao Hospital Universitário de Santa Maria em estado grave.

Conforme uma testemunha que informou aos policiais, um homem chamou pela mulher dentro de um carro e a atingiu com a faca quando ela se aproximou.

Segundo com o delegado Gabriel Zanella, o suspeito do crime ainda não foi identificado, mas seguem feitas as investigações.

Imagens/ Divulgação Facebook Pessoal Veronica

Despedida a Verônica

Ainda não há informações sobre horário de velório e sepultamento da vítima. Este é o terceiro caso de homicídio de transexual no ano em Santa Maria e o 44º assassinato na cidade em 2019.

Quem era Verônica Oliveira

Veronica é fundadora de um alojamento para mulheres transexuais Bairro Urlândia, na região sul de Santa Maria. O Veronica Alojamento foi criado há mais de 10 anos e é considerado uma referência em Santa Maria e no Estado, sendo o único da cidade. 

No dia 14 de setembro, Veronica participou em um ato de protesto pedindo justiça pela morte da transexual Caroline Dias, que morreu no mesmo local três meses antes da sua morte.

Caso Caroline DiasSetembro 2019

Ainda neste ano, uma garota transexual, de 27 anos, morreu assassinada na madrugada do dia 7 de setembro em Santa Maria. O caso ocorreu na área central, próximo à esquina das avenidas Presidente Vargas e Borges de Medeiros, por volta das 5h30min.

A vítima, identificada como Caroline Dias, levou um tiro nas costas. Ela chegou a ser socorrida por conhecidos e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Morreu ao receber atendimento no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm).

Caroline era de Três Lagoas (MS) e veio para Santa Maria a passeio, mas decidiu ficar. Morava há algum tempo no RS, mas será sepultada na sua cidade natal.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
  • (55) 3222-9500 (Telefone Geral)
  • (55) 3222-0210 (Estúdio)
  • (55) 98423-6878 (Whatsapp)
  • [email protected]
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423