Prefeito de Bagé critica bandeira preta e anuncia que não vai fechar a cidade

Na bandeira preta pela primeira vez desde o começo do modelo de Distanciamento Controlado, a cidade de Bagé não deve ampliar as restrições para conter o avanço da Covid-19, segundo o prefeito, Divaldo Lara. De acordo com o mandatário, a situação pandêmica não é tão grave na região e existem leitos para atender pacientes com a doença.

“Discordamos na sua totalidade desta decisão. Nossa situação é muito diferente da de Pelotas (também em bandeira preta). Temos mais de 50% de leitos vagos. Dos nossos 30 leitos, apenas 15 estão sendo ocupados. Dos cinco leitos de UTI, há três vagos. Bagé teve menor número de infectados que na semana passada, a região da Campanha e Bagé mantêm baixa incidência de óbitos”, disse Lara em entrevista à Record TV.

O prefeito insiste que a decisão tomada pelo governo estadual não é condizente com a realidade e que não vai, “em hipótese alguma, fechar a cidade”. “A situação requer cuidado, atenção, estamos sendo um exemplo no combate ao vírus. Tivemos indicadores ruins no começo da pandemia e após um lockdown forte mudamos a situação e nunca mais tivemos lockdown. Em Bagé não fecharemos de forma nenhuma”, reiterou.

Lara adiantou que ainda hoje entra com um recurso para reverter o quadro. “Não vou prejudicar uma cidade inteira, pois eu tenho tratamento. Não vou prejudicar um município inteiro por decisões de pessoas a 400 quilômetros daqui que não conhecem a região”, acrescentou.

Fonte: Correio do Povo

Imagem destaque: Reprodução/ CP

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423