Rio Grande do Sul tem 21 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus

A Secretaria da Saúde (SES) notificou 21 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus ao Ministério da Saúde. São pessoas que tiveram viagem para países da Europa com circulação do vírus e que no retorno ao Brasil apresentaram febre e sintomas respiratórios. Os casos estão em sete cidades gaúchas: Canoas (2 casos), Farroupilha (2), Montenegro (1), Palmares do Sul (1), Passo Fundo (1), Porto Alegre (13) e Santa Maria (1).

Todos se enquadram no novo critério de definição de caso suspeito proposto pelo Ministério da Saúde nesta semana, que é apresentar febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar, e vir da Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália e Malásia. Na sexta-feira passada (21/2), o ministério incluiu Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja, além da China.

Dos 21 suspeitos, somente dois necessitaram de internação hospitalar para observação. Aos demais a orientação foi de isolamento domiciliar durante o tratamento.

Ao se definir um caso como suspeito é importante proceder com o isolamento do paciente, através da colocação de máscara cirúrgica e segregação em área com pouca ou nenhuma circulação de pessoas. O fato deve ainda ser notificado imediatamente às autoridades epidemiológicas locais e pode ser feito pelo Disque 150 do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs).

Todos os casos suspeitos passarão inicialmente por uma análise no Laboratório Central do Estado (Lacen-RS) para um painel de sete tipos de vírus respiratórios (como os influenza, parainfluenza e vírus sincicial respiratório). Os que não tiverem resultado identificado no RS serão encaminhados para análise específica para o coronavírus na Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Suspeito de São Gabriel não está na lista

Até o final desta manhã de sexta-feira (28), o caso de suspeita de coronavírus no município de São Gabriel, não estava na lista da Secretaria de Saúde do Estado. Segundo o Assessor de Comunicação do Estado, Marcelo Ermel, existe um fluxo para que um caso vire suspeito. “O município deve notificar a vigilância estadual e a vigilância faz uma triagem do caso para ver se enquadra como suspeito. Se isso acontecer, vai para a lista. Não sei o caso em particular, mas ou não foi notificado para a vigilância ou não se enquadra nos critérios de suspeito”, informou Ermel.

Diariamente, no final da tarde, é realizada uma atualização dos casos com um boletim no site oficial do site https://estado.rs.gov.br/ .

O caso ganhou repercussão desde o seu surgimento no dia 21 de fevereiro. A paciente é uma jovem de 22 anos, que atualmente encontra-se em isolamento domiciliar e passa por monitoramento. Exames foram encaminhados para o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen), a fim de obter a confirmação do caso. Segundo o Secretário de Saúde de São Gabriel, Ricardo Coirolo, o município está tomando as medidas necessárias para o monitoramento.

Informações: Secom RS.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423