Vigilância Sanitária e Gabinete de Crise intensificam avaliação e vistoria na Escola de Educação Infantil SESI

Na manhã desta quinta-feira (26), a Vigilância em Saúde do Município fez uma vistoria na Escola de Educação Infantil do SESI, no Bairro Patronato. Ainda, o Poder Executivo montou um Gabinete de Crise para avaliar, identificar e investigar todos os casos.

Vale lembrar que foram identificados cinco casos graves diagnosticados preliminarmente: duas crianças que estudavam no SESI – de 4 e 5 anos – foram a óbito; uma mulher segue internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital de Caridade; e duas crianças que manifestaram os sintomas já receberam tratamento adequado e estão bem.

Inspeção na Escola Infantil Sesi

Imagem/PMSM.

Durante a manhã, os profissionais da Prefeitura inspecionaram as salas de aula e a cozinha da Escola do SESI. A instituição de ensino está com o Alvará Sanitário em dia e se colocou à disposição para entregar às autoridades os controles necessários, como laudos da caixa d’água e de fornecedores de alimentos. Ainda, uma equipe do Vigiágua, da Secretaria Municipal de Saúde, esteve na escola e coletou amostras de água nos pontos de armazenamento.  

“Neste momento, o trabalho da Prefeitura de Santa Maria está concentrado em duas frentes: investigar o que ocasionou o provável surto de infecção intestinal e orientar a população sobre as medidas a serem tomadas”, destacou o secretário de Saúde do Município, Francisco Harrisson.

PROTOCOLO DA SAÚDE A SER SEGUIDO

Para garantir e preservar a saúde da população, o Gabinete de Crise montou novos protocolos, que devem ser respeitados por todas as unidades de pronto-atendimentos (PAs), tanto da rede pública quanto da privada.

Dessa forma, todas as pessoas que entrarem nos PAs com dores abdominais e diarreia devem ter coletadas amostras de sangue e fezes para análise laboratorial. O profissional faz o diagnóstico clínico. Sintomas de dores abdominais e diarreia aguda devem passar por coleta de sangue e fezes, começar hidratação venosa e ficar em observação. Persistindo os sintomas, é preciso começar tratamento com antibiótico específico. Todos os casos devem ser notificados à Secretaria de Município de Saúde.

Destaca-se a importância do diagnóstico clínico, já que, nesta época do ano, são comuns dores abdominais, diarreia e vomito. Por isso, todos devem procurar atendimento, pois somente o profissional vai conseguir definir o que são casos comuns e casos infecciosos graves.

ATENDIMENTOS NAS ÚLTIMAS 24 HORAS

Nas últimas 24 horas, 128 pessoas procuraram a Rede Municipal de Saúde. Todas passaram pelos procedimentos padrão adotados, que são coleta de sangue e de fezes. De 86 crianças que deram entrada dos pronto-atendimentos, 2 ficaram em observação no Pronto-Atendimento do Patronato por terem apresentado desidratação mais aguda. Uma idosa também precisou receber hidratação e ficou em observação na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA). No entanto, nenhum dos casos é considerado grave.

– Unidade de Pronto-Atendimento (UPA): 28 entradas (19 crianças e 9 adultos; 1 idosa ficou em observação)

– Pronto-Atendimento Ruben Noal: 12 entradas (todos adultos e nenhum em observação)

– Pronto-Atendimento Municipal do Patronato: 88 entradas (67 crianças e 21 adultos, sendo que 4 adultos e 27 crianças foram hidratadas e, dessas, 2 crianças seguem em observação)

CONFIRA ABAIXO MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PROVÁVEL SURTO

– 5 casos graves diagnosticados preliminarmente: duas crianças – de 4 e 5 anos – foram a óbito; uma mulher segue internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital de Caridade; e duas crianças que manifestaram os sintomas já receberam tratamento adequado e estão bem;

– 128 pessoas procuraram a Rede Municipal de Saúde nas últimas 24 horas: 2 crianças e uma idosa ficaram em observação. Nenhum desses casos é considerado grave;

– A Prefeitura de Santa Maria já acionou todos hospitais de Pronto-Atendimentos (PAs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Estratégias Saúde da Família (ESFs), entre outras instituições ligadas à Saúde, tanto públicas ou privadas, sobre os casos. Ressalta-se a importância de tomar precauções, como: TODAS as pessoas que manifestarem dores abdominais e diarreia devem procurar, imediatamente, um pronto-atendimento (as equipes médicas já estão orientadas de como proceder);

– Nesta época do ano, é normal os sintomas de dores abdominais e diarreia. No entanto, reforça-se a importância de procurar os pronto-atendimentos;

– Não há constatação sobre casos de meningite, como circularam informações falsas pela cidade;

– Até o momento, não há nenhuma evidência que relacione a transmissão do provável surto com a rede de abastecimento de água;

– Destaca-se orientações sobre higiene básica: lavar as mãos, desinfetar os objetos, lavar bem locais que possam ter fezes de crianças, entre outras formas;

Informação: PMSM.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Avenida Rio Branco, 809  –  Centro  –  Santa Maria/RS  –  CEP 97010-423